Associação Parque do Cocó: transformando pela gentileza e educação

Por Juliana Lima e Lívia Lopes

Amigos, uma bola e brincadeiras. Foi assim, sem pretensão alguma, que teve início a Associação Parque do Cocó, que em agosto de 2010 completou 17 anos de existência. No parque, debaixo das árvores, os jovens conversavam, tocavam violão e jogavam bola; quando perceberam a aproximação de crianças carentes que se interessavam em participar daqueles momentos. A partir disso, todos os domingos, à tardinha, já era de costume o encontro entre as crianças e os tios do Parque do Cocó.

Veja mais fotos da Associação Parque do Cocó

Em meio às brincadeiras e diversão, o trabalho começou a ficar sério e os jovens viram, naquelas crianças, uma possibilidade de exercer gentileza, através de um trabalho social, que ficou conhecido como Associação do Parque do Cocó que, atualmente, auxilia moradores da Comunidade do Trilho, objetivando “Formar e transformar vidas”.

“Tem gente que nem sabe, mas nessa região tem muita pobreza. Tem algumas ruelas que escondem miséria. Há muita coisa triste em pleno coração da Aldeota”, afirma Edméa Frota, diretora da Associação.

Com a ida dos jovens ao parque, as atividades se tornaram freqüentes e o grupo precisou ser deslocado para um local maior, fixo e mais confortável, onde o trabalho pudesse ser feito de uma forma mais sistematizada. A partir daí, os voluntários foram chegando e o projeto cresceu de uma forma surpreendente. “Médicos, dentistas, estudantes, gente que mexia com computador, que fazia bordado, que cuidava de crianças; houve uma mobilização que foi fundamental para a solidificação do nosso projeto”, conta Edméa.

Em 2005, após muitas dificuldades, os reponsáveis conseguiram um grande progresso: a transformação do Projeto em ONG (Organização Não Governamental). “Após essa conquista, nossa missão e objetivos que ficaram mais amplos e fundamentados”, afirma a diretora.

Hoje, a Associação atende aproximadamente 500 pessoas carentes, oferecendo curso de informática, escolinha de futsal, oficina de bordado, curso de violino, violão, teclado e flauta – além de reforço escolar e atendimento médico, assim como um programa de educação pré-escolar, chamado Pepe Sementes do Parque – considerado o mais importante da Associação.

As mães das crianças também são beneficiadas com cursos de artesanato e bijuterias. Segundo Edméa, muitas ajudam a sustentar a família vendendo produtos que aprenderam a fazer na Associação; que em breve vai oferecer, também, curso de beleza. “Vamos montar um salão completo e ministrar esse curso com excelência para que, no futuro, as alunas se tornem profissionais e possam ajudar suas famílias”, diz, confiante.

Contando com o trabalho voluntário de mais de 50 pessoas, o sustento da Associação Parque do Cocó, deve-se, principalmente, à Primeira Igreja Batista de Fortaleza, e a alguns amigos e parceiros que apóiam e acreditam no trabalho. Apesar da fé cristã, Edméa afirma que, ali, a religião não é imposta, nem é a coisa mais importante: “Não pregamos religião, não temos religião, temos Deus e pregamos o amor, a gentileza e a solidariedade,” explica.

http://www.vimeo.com/17407039

Os frutos da Associação são pessoas transformadas. Todo trabalho realizado têm ajudado no resgate de crianças, adolescentes e adultos viciados em drogas, na capacitação e inserção de jovens no mercado de trabalho, e na retirada de muitas crianças dos cruzamentos de ruas; provando que, unidos, é possível fazer muito para combater – ou pelo menos minimizar – a miséria e o desamparo dessas pessoas.

“Não queremos dar apoio somente social, nem só educação, nem só informação. O social também precisa do lado psicológico e espiritual, e é isso que tentamos fazer há 17 anos. Compartilhar amor gentileza não deve apenas ser lema da Associação Parque do Cocó, mas, sim, lema da nossa vida”, finaliza.

Anúncios
Esse post foi publicado em Gentileza, Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s