Quase gente

Por Lívia Lopes

"Eles são dóceis e, assim como todos os animais, só atacam se se sentirem ameaçados."

Com carinho e gentileza. É dessa maneira que Seu Gabriel da Costa trata os gatinhos que andam diarimente na sua livraria. Os animais atraem a atenção de quem passa, por andarem livremente em meios aos livros, cabos de computador, escadas e jornais.

Não é raro ver um ou dois se espreguiçando ou brincando no local onde os livros são expostos: “Os gatinhos também estão à venda, seu Gabriel?”, perguntaram, certa vez, em tom de brincadeira. Trabalhando na Unifor há 33 anos, Seu Gabriel defende os animais: “Eles são dóceis e, assim como todos os animais, só atacam se se sentirem ameaçados.”

Ainda segundo ele, um dos problemas em relação aos gatos é que os alunos e funcionários da Unifor humanizaram os animais e já não há mais como, simplesmente, proibir os bichos de andarem na livraria e redondezas.

Apesar de reconhecer a existência de problemas, seu Gabriel garante que gosta dos gatos e vive que pacificamente com eles: “Adoros esses bichos e faço questão de cuidar deles, dando cuidado e compartilhando meu espaço”, finaliza.

Veja vídeos com fotos dos gatos e do Seu Gabriel.

O outro, está abaixo. Divirta-se!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s