“Gentileza é uma expressão da amizade”

Gabriel José da Costa, mais conhecido como Seu Gabriel, tem 78 anos e trabalha na Universidade de Fortaleza como livreiro desde 1977

Por Raone Saraiva

Natural de Pernambuco, Gabriel José da Costa, mais conhecido como Seu Gabriel, tem 78 anos e trabalha na Universidade de Fortaleza como livreiro desde 1977. Em um texto pequeno, porém denso, ele fala de como eram os relacionamentos e descreve a vida na época de sua juventude.

 

Sou da década de 30. Geração moldada na cultura francesa. No saudosismo, no memorialismo, na saudade e na gentileza, na maneira cortês de conviver. Os amigos e as famílias encontravam-se nos bondes. Seus bancos longos eram palco de palestras que se prolongavam nas viagens. Os homens levantavam-se com chapéus nas mãos, curvando-se para saudar as senhoras que iam sentar. Se os lugares estavam ocupados, imediatamente ficavam livres. Os senhores iam terminar a viagem em pé nos estribos laterais, no sol ou na chuva.

Nas calçadas, as senhoras ficavam no lado oposto ao meio fio, caminhando ao longo dos muros, local seguro, afastado do tráfego por delicadeza de seus companheiros. Os namoros eram alimentados com serenatas cheias de cantigas gentis. A lembrança saudosa que surgia nos bilhetes era uma gentileza aos momentos felizes nos casais. Líamos Proust, Baudelaire, Rimbaud, Balzac, passando por Raimundo Correia, Cruz e Souza, Augusto Frederico Schmidt e tantos e tantos outros.

As atitudes gentis repetiam-se nos encontros, nas missas, nas noitadas de natal e nos festejos de São João e São Pedro. As canções tinham letras e melodias. Ouvíamos “Pour Elisa”, “Claire de Lune” e as peças de Shopin. Sons que ficavam gravados na mente e que externávamos no trato com as mulheres de nossas vidas: mãe, irmãs e namoradas.

Infelizmente, após 1945, o americanismo implantou-se e o imediatismo, o pragmatismo e a ganância de ganhar dinheiro foram se firmando na nossa cultura. Mas nós, os antigos, ainda beijamos com carinho, gentileza e respeito às mãos das sagradas mulheres de nossas vidas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s