Especial trânsito: jogar lixo para fora do carro é crime e dá multa

Apesar da multa e das campanhas de conscientização, ainda há muitos que jogam lixo fora do carro

Por Mariana Pontes

Jogar lixo pela janela do carro é crime e, por mais que a fiscalização peque na falta de rigidez, o infrator deve ser punido pela lei 5231, “Atirar do veículo ou abandonar na via pública objetos ou substâncias”. A multa para quem dá o mau exemplo é de R$ 85,13 e o infrator soma quatro pontos na sua carteira de habilitação – com 20, o condutor perde o direito de dirigir. Sem falar no risco para os outros motoristas e a poluição do meio ambiente.

O grande problema é a falta de fiscalização e, por isso, vários condutores e passageiros insistem em não jogar o lixo no lugar certo: o lixeiro.

Para o diretor da Ecofor, Hugo Nery, falta fiscalização séria e punição para quem não cumprir com a lei. “Não é possível que exista alguém, em pleno século XXI, que não sabe que jogar lixo na rua não é certo. Isso só está acontecendo porque não existe fiscalização intensa e não há punição para quem não cumpre com a legislação”, afirmou.

No final do ano passado, Fortaleza ficou em segundo lugar como a cidade mais mal educada referente ao lixo do país, ficando atrás apenas de Salvador. Em média, cada brasileiro produz 1 quilo de lixo por dia.

O estudante Gabriel Lopes diz que aprendeu em casa, desde criança, a não jogar lixo na rua. “É uma questão de educação. As pessoas têm que se conscientizar que isso não é bom para ninguém: nem para a população, que vai conviver com o lixo, e nem com o meio ambiente, que vai passar um bom tempo para fazer a decomposição”, disse. E ele tem razão. O papel, por exemplo, demora de três a seis meses para se desfazer da natureza. Já a latinha de refrigerante passa até 10 anos para desaparecer totalmente da terra.

Uma boa opção para não correr o risco de ser multado são as sacolinhas de lixo. Elas são entregues em lava-jatos, supermercados e ajuda para que os passageiros não caiam em tentação de jogar o lixo pela janela.

Até o fechamento desta matéria, a reportagem não conseguiu falar com Paulo Ernesto, assessor de imprensa do Detran.

Continue lendo:

Especial trânsito: candidatos devem poluir menos
Especial Trânsito: Fortaleza pode ser uma cidade mais gentil
Especial Trânsito: Gentileza para novos condutores
Especial trânsito: Trânsito gentil na internet
Especial trânsito: serviço é privatizado por escolas
Especial Trânsito: Falta de acessibilidade, uma oportunidade para ser gentil
Especial trânsito: campanhas educativas para melhorar o trânsito
Especial trânsito: Falta gentileza ou falta auto-escola?
Especial trânsito: nem com as crianças transito é brincadeira

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s