Especial Trânsito: Falta de acessibilidade, uma oportunidade para ser gentil

Geraldo Farias é mais um deficiente físico a enfrentar o problema da falta de acessibilidade em Fortaleza

Você já se imaginou em uma cadeira de rodas driblando buracos nas calçadas e enfrentando o trânsito? São assim os dias do cadeirante Geraldo Farias, vice-presidente da Associação dos Deficientes Físicos do Ceará. Assim como os 400 mil deficientes físicos de Fortaleza e os quase um milhão e meio do Ceará, Farias parece não ter importância para o poder público.

Não é a distrofia muscular progressiva – doença degenerativa que afeta os músculos e causa fraqueza no corpo – que o faz ficar a maior parte do tempo em casa. É a falta de uma vida autônoma. Ele poderia ter se Fortaleza fosse uma cidade acessível para os deficientes. Sem carro, para se locomover depende do transporte público e conta que já sofreu vários constrangimentos. Um deles foi ao tentar entrar em um ônibus equipado para recebê-lo. O motorista disse que não abriria a porta porque o veículo estava cheio e que, portanto, não iria retirar passageiros para colocar um cadeirante.

Como quem busca uma esperança diante dos desastres arquitetônicos da cidade, Farias arrisca um prognóstico: “A acessibilidade em Fortaleza só vai melhorar quando houver uma renovação na área política. É preciso trocar os donos do poder”. Para compreender esse sentimento, basta andar pelo centro da cidade. Um exemplo prático de como questões importantes – como a acessibilidade – parecem não ter importância para a administração pública. O direito de ir e vir com segurança é garantido pela constituição brasileira. Desde que a Lei da Acessibilidade (decreto federal nº 5.296/2004) entrou em vigor, em 2004, pouco se avançou. Para tornar a locomoção acessível e inclusiva em Fortaleza, muitas mudanças ainda são necessárias. Veja a reportagem.

Uma Fortaleza de contrastes

Quem diria que a cidade conhecida pela terra do sol e belas praias é também feia quando o assunto é infraestrutura inclusiva. Apesar dessa constatação, é possível vermos alguns avanços através de alguns serviços oferecidos. Atualmente, Fortaleza possui 380 ônibus e 15 vans adaptados.

Este ano foram concedidas 320 vagas para taxistas pela Etufor. Destas, 40 foram destinadas a motoristas que apresentaram licitação para táxi inclusivo, um veículo capaz de transportar passageiros com mobilidade reduzida. Os motoristas dos táxis adaptados se uniram na cooperativa Acessível e Comum, que atende 24 horas em toda a cidade. O telefone é (85) 3263.9706. Clique aqui e saiba mais.

Para quem não tem dinheiro para pagar taxi, os portadores de deficiência de baixa renda têm direito a gratuidade no transporte público de Fortaleza. O benefício é concedido através de um cartão oferecido pela Etufor. A solicitação pode ser realizada no posto de atendimento da gratuidade, que funciona na sede da Etufor (Av. dos Expedicionários, 5677), das 8h às 16h30. Mais informações pelo telefone (85) 3131.7834.

Apesar dos números, as mudanças são lentas e muito ainda falta para que Fortaleza se torne uma cidade acessível e inclusiva. Enquanto isso não acontece, resta à população agir gentilmente diante das dificuldades enfrentadas pelos nossos iguais. O que nos diferencia deles é apenas a justiça que lhes foi negada quando o direito de ir e vir com segurança não é cumprido.

Continue lendo:

Especial trânsito: candidatos devem poluir menos
Especial Trânsito: Fortaleza pode ser uma cidade mais gentil
Especial Trânsito: Gentileza para novos condutores
Especial trânsito: Trânsito gentil na internet
Especial trânsito: serviço é privatizado por escolas
Especial trânsito: campanhas educativas para melhorar o trânsito
Especial trânsito: jogar lixo para fora do carro é crime e dá multa
Especial trânsito: Falta gentileza ou falta auto-escola?
Especial trânsito: nem com as crianças transito é brincadeira

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s